Roblox

Roblox – diversão ou preocupação?

Sua pequenina ou pequenino joga ROBLOX? Temos um alerta para você.Recentemente o nome da plataforma de jogos online, Roblox, voltou a ser um dos assuntos mais comentados entre as mamães e papais.Aparentemente inocente, o jogo ficou popular entre os mais novos durante a pandemia já que a quarentena, extremamente necessária, permitiu que as crianças tivessem mais tempo de tela, já que atividades fora de casa estavam limitadas.Um dos principais atrativos do game é justamente a porta que se abre para inúmeras possibilidades do imaginário infantil, como por exemplo criar uma versão de si mesmo com cabelos, roupas e acessórios de sua escolha e jogar com seu próprio personagem, ou “auto retrato”. Seria até um meio dos adultos observarem como a criança se enxerga ou se projeta, podendo auxiliar nas questões do dia a dia. Mas nem tudo é o que parece, então vamos ao alerta.

O que preocupa?

Por ter um público formado em sua maioria por crianças, o game está preocupando pela grande possibilidade de criminosos entrarem em contato direto com as pequenas e pequenos. Uma reportagem da BBC trouxe algumas questões.
“É um dos jogos infantis mais populares do mundo. Os números exatos são um pouco nebulosos, mas em 2020 Roblox disse à Bloomberg que dois terços de todas as crianças americanas entre nove e 12 anos usam o jogo. Roblox permite que os usuários criem e joguem juntos. É uma forma de se conectar, em tempo real, com outras pessoas em um mundo digital. Os jogadores podem construir jogos, usando as ferramentas de desenvolvedor que a plataforma oferece. Ao contrário dos jogos mais tradicionais, o conteúdo é gerado por seus usuários. É um modelo de negócios extremamente bem-sucedido, mas também traz problemas.” Cita um trecho da matéria da BBC.
E é aí que começam as preocupações. A própria BBC já havia feito o alerta em 2019 com o relato de uma mãe.
“Achava que era um jogo inocente, mas meu filho estava sendo assediado por pedófilos”
A mãe relata que parecia que estava tudo ok enquanto seu filho apenas se divertia e passava o tempo com “jogos inocentes”. Até que ela começou a notar mudanças de comportamento da criança, que estava mais retraída e evitando algumas situações que, até então, ela gostava, como as rotineiras reuniões familiares.Então ela decidiu checar o histórico de uso de seu filho no Roblox e descobriu que ele vinha se comunicando com outros usuários por intermédio de um aplicativo feito por terceiros – e que havia sido induzido a mandar fotos sexualmente explícita de si mesmo para outras pessoas.

Me explica melhor?

Recentemente a plataforma Pais e Filhos também trouxe o alerta e explica:
“O que está acontecendo é o seguinte: com o passar do tempo, ao caminhar pelos “universos” do jogo, algumas características começaram a mudar. Em certos espaços gerados pelos usuários, em vez de personagens coloridos, com características diferentes, os jogadores podem ver pessoas nuas, strippers, bares e até mesmo avatares tendo relações sexuais em frente a vários outros.”
A matéria também traz uma dica:Antes de qualquer coisa, é importante ter calma: se o seu filho costuma usar e brincar no aplicativo, isso não necessariamente significa que ele já tenha passado por uma dessas salas. “A cada dia, vai aparecer uma história diferente nas redes. Os pais precisam deixar a ingenuidade de lado e entender que a internet não é um lugar feito para ser seguro, mas sim um espaço de profunda pluralidade. 57% da população tem acesso à internet, é impossível ter segurança em um local com mais de 4 bilhões de pessoas”, explica Ivanice Cardoso.De acordo com especialistas, esses desafios não devem ser o maior de todos seus medos como pai ou mãe. “Não é o tempo que a criança passa na internet, mas sim a relação dela com esse meio.

Como aumentar a proteção das crianças no Roblox?

O aplicativo contou em entrevista à BBC que criou ferramentas para controle dos pais com o objetivo de “restringir com quem as crianças interagem e quais experiências elas podem acessar”. Para isso é necessário que essa proteção esteja ativada. Veja como fazer:
  • Faça login na conta.
  • Clique no ícone de engrenagem e, em seguida, clique em Configurações.
  • No lado direito da página Configurações, clique em Privacidade.
  • A partir daqui, você pode ajustar as configurações de contato e outras opções.
  • Se seu filho tem 12 anos ou menos, você pode escolher “Amigos ou Ninguém”. Na primeira opção, ele só poderá falar com amigos que tiver adicionado na plataforma. Na segunda, a opção de conversa é automaticamente bloqueada.
  • Se seu filho tiver 13 anos ou mais, há opções adicionais para interação com outros jogadores.
Lembramos que toda atenção deve ser redobrada quando as crianças estão online, é nosso dever preservar sua integridade. Observar qualquer alteração em seu comportamento, sempre dialogar e, em alguns casos, usar uma linguagem mais direta, de acordo com a idade das pequeninas e pequeninos é o ideal.

Você sabia?

As crianças brasileiras estão entre as mais viciadas em tecnologia do mundo, perdendo apenas para os pequenos dos Emirados Árabes Unidos e dos Estados Unidos. A informação vem de um levantamento da Lenstore, empresa que comercializa lentes de contato no Reino Unido.A pesquisa levou em consideração o tempo diário de conexão, a previsão de prevalência da obesidade infantil em 2025, a porcentagem da população conectada, o comportamento sedentário e as atividades físicas praticadas por crianças de cada país.Agora é com você. Conta pra gente quais os cuidados que você tem com a criançada na internet e quais opções de lazer que você propõe para reduzir o ‘tempo de tela’ das pequeninas e pequeninos.Hoje ficamos por aqui. Um grande beijo e até a semana que vem! 😉

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Posts Recentes