amizade

O que você precisa saber sobre Amizade na Infância

Era uma vez uma criança que conhecia outra criança, da mesma idade, ainda na infância. Elas se tornaram grandes amigas. Cresceram, se tornaram adultas e conseguiram manter essa linda amizade.

Conto de fadas, né?

Eu adoro essa ideia de ver as crianças crescendo com amizades fortes desde pequenas. Acredito que aquele amigo mais antigo é alguém que te conhece nos mínimos detalhes. E que, provavelmente, saberá te ajudar com mais facilidade em momentos difíceis.

Já as amizades criadas já na fase adulta podem nascer através de interesses. Como interesses profissionais ou financeiros, por exemplo. “Ele se tornou meu amigo por causa da igreja. Ele e tornou meu amigo por causa do trabalho”. E por aí vai…

Estudos comprovam que uma criança que tem pelo menos um amigo mais próximo, em geral, melhora sua capacidade de comunicação. Boas amizades ensinam a criança a lidar com sentimentos bons e ruins (nas briguinhas do dia a dia).

Competitividade, desavenças e diferentes opiniões fazem parte deste processo.

Pais e educadores podem proporcionar grandes amizades aos pequenos através de ambientes frequentados por muitas crianças. Escola, natação, futebol, aulas extras, pátio do prédio, parques, vizinhos e muito mais. Todo o tipo de amizade influencia no processamento cognitivo e afetivo.

Até mesmo a perda ou o afastamento de amigos são importantes para construirmos nossa trajetória emocional. A principal dica é cultivar momentos de socialização e aproveitar todos os benefícios que a amizade proporciona.

Quem tem a possibilidade de morar durante anos na mesma cidade e estudando na mesma escola, consequentemente tem maior probabilidade de construir raízes profundas.

Mas e para vocês? Tem algo a compartilhar sobre este assunto? Participe do nosso Blog com os comentários abaixo.

Gostou do conteúdo? compartilhe!

Posts Recentes